quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

até ao teu regresso

não sei bem se agora o frigorífico é um lugar
ou um electrodoméstico.

sei que vou ficar quietinho a ver se oiço
algum som.

sei que vou dar passos pequeninos pela casa
até saber de ti.

não sei bem se agora o frigorífico é um lugar
ou uma metáfora.

sei que os meus versos ficam murchos
quando não choves.

sei que amanhã vais acordar em algum lado
que não aqui.

não sei bem se agora o frigorífico é um lugar
ou uma lágrima de pedra.

Sem comentários:

Enviar um comentário