quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

não quero ir ao lar do valter hugo mãe

quero ficar aqui no nosso frigorífico.

e também se me mexesse agora.
desfazia-me em gelo pelo chão da cozinha.
não quero ficar triste nem contente.
quero ficar assim.
não me interrompas.

Sem comentários:

Enviar um comentário