terça-feira, 12 de janeiro de 2010

tanto faz

podia casar-me agora contigo. tanto faz.
eu que não gosto de rituais.
podia aparecer-me 1 urso polar à porta de casa.
e eu ficava com ele para toda a vida.
tanto faz.

é como estar no meu próprio funeral.
e o sexo oposto possa tecer à minha volta.
que tanto me faz.

sou a desistente do ano.
morreu-me o homem essencial.
o amor. essas coisas.

isso agora. tanto me faz.

Sem comentários:

Enviar um comentário